Helen Tager-Flusberg, Ph. D.

O principal foco de Helen Tager-Flusberg de pesquisa por mais de quatro décadas tem sido a definir o neurocognitivos e de desenvolvimento de bases de linguagem, de comunicação e sociais relacionados-déficits cognitivos em transtorno do espectro do autismo (ASD) e outras desordens do desenvolvimento neurológico (incluindo transtorno do desenvolvimento da linguagem , a leitura de deficiência, síndrome de Williams, síndrome de Down e síndrome de Prader-Willi).

Tager-Flusberg tem explorado o papel de influências mais amplas do QI, funções executivas e especialmente linguagem sobre o desenvolvimento nestas populações, bem como em crianças tipicamente em desenvolvimento. Ao longo da última década, ela tem explorado deficiências de linguagem dentro dos subtipos de DSA e em todo o espectro completo da capacidade de linguagem, e em comparação com outras populações, incluindo DLD e deficiência de leitura.

Seu laboratório utiliza comportamental/cognitiva métodos estruturais de imagem (ressonância magnética e a difusão tensor imaging) métodos funcionais de imagem (ressonância magnética funcional e funcional perto-espectroscopia de infravermelho ) e métodos eletrofisiológicos (relacionadas a eventos potenciais e eletroencefalografia) em indivíduos com ASD e seus parentes de primeiro grau. Mais recentemente, seu grupo começou a traduzir algumas de suas descobertas de pesquisa em explorações da influência de intervenções direcionadas e no desenvolvimento de novos tratamentos e medidas de resultados.

nas últimas duas décadas, Tager-Flusberg, tem sido investigador principal em um número de importantes Institutos Nacionais de Saúde financiados multidisciplinar em programas de investigação no ASD, incluindo dois Programas de Colaboração de Excelência em Autismo (CPEAs), uma Estudos para melhorar o Autismo Pesquisa & Tratamento (STAART) e um centro de Autismo Center of Excellence (ACE) da Universidade de Boston.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.